PROCURE UMA NOTÍCIA AQUI:

domingo, 2 de junho de 2019

Barzin é mais uma vez vítima de ação de vandalismo e proprietários cobram providências

Porta da frente atingida por pedras

Na madrugada deste sábado, 1,  o Barzin Club, conceituada casa de festas, localizada no centro de São Gabriel, estava realizando uma festa com temática de músicas dos anos 2000, quando foi atacada por vândalos.
Neon da fachada também foi vítima de pedradas
Segundo os proprietários Rami Nuñez e Luiz Alberto Caleffi Salgado, a  festa transcorria normalmente quando por volta das 2h20min, um grupo de, ao menos 10 elementos, invadiu o local portanto facões, pedras e garrafas de vidro. A Brigada Militar foi imediatamente acionada e ao menos 3 seguranças se postaram na rampa de acesso ao clube. Sem nenhuma razão conhecida, começaram as depredações e as agressões. Não houve nenhuma briga dentro do local.
Mesa foi atingida por golpes de facão
O grupo forçou a entrada e atirou garrafas no local. A equipe de seguranças impediu que os elementos entrassem na festa, porém dois seguranças ficaram com cortes profundos na cabeça. Outras medidas adotadas, segundo os organizadores, foi de terminar o som da festa, ligar novamente para o 190 e 193, e instruir os clientes a se posicionarem nos fundos, onde há uma saída de emergência e torcer para o pior não acontecer.

Parede de gesso quebrada com as pedradas
"O Barzin já foi vítima de depredação 5 vezes só nesse ano. 5 vezes que ao menos algo foi quebrado por conhecidos marginais que perturbam a paz pública. Também neste ano, tivemos 2 furtos ocorridos em plena luz do dia, na Praça Central, com boletim de ocorrência e nunca soubemos se alguém já foi pego. Sabemos que como vítimas, nunca fomos ressarcidos, nem ninguém sequer respondeu a processos. Na delegacia, um sargento nos conta que nos últimos 6 meses foram apreendidas 12 armas de fogo na cidade. Perguntamos: e se algum deste grupo de marginais tivesse uma arma, quem os deteria?", frisa Rami que ainda acrescenta: 

"Nossos seguranças, que estão no hospital, foram antes de tudo valentes. Protegeram os clientes e sofreram lesões sérias. Mas não são super herois. A realidade é que estamos a mercê de uma tragédia anunciada, seja aqui ou em outro lugar. Desta vez, dois feridos, um vidro quebrado, uma mesa destruída a facão e uma fachada de neon danificada", finaliza.

Os proprietários pedem resposta das autoridades e enfatizam ainda que o Barzin é um projeto inovador em muitos aspectos, e que colocou São Gabriel como protagonista de shows nacionais, como Acústicos e Valvulados, Luka, Edu & Rapha, MC Jean Paul, Quarteto Coração de Potro, além de artistas locais e internacionais, como os consagrados argentinos Inmigrantes. 

"Geramos empregos na cidade, mas não mais nos sentimos seguros de abrir as portas nesta situação. Prezamos antes de tudo pelo bem estar e segurança de nossos clientes e somos reconhecidos por isso. Esperamos sinceramente uma atitude pelo poder público para que nos auxilie a resolver este problema. Até lá, aguentaremos os prejuízos a portas fechadas", finaliza a nota dos proprietários postada neste sábado nas redes sociais.