Incra e Embrapa querem incentivar novas matrizes produtivas nos assentamentos

Uma das principais metas da nova gestão do Incra no Rio Grande do Sul, segundo anunciado pelo novo superintendente regional Tarso Teixeira, é estimular a cultura empreendedora nos assentamentos, treinando e capacitando os assentados para a utilização de alternativas econômicas viáveis para pequenos lotes, como citricultura e olivicultura. Este foi o tema da audiência em que o superintendente, juntamente com seu chefe de gabinete Cláudio Moreira e sua assistente técnica Raquel May, receberam os pesquisadores Enilton Fick Coutinho e Roberto Pedroso de Oliveira da Embrapa Clima Temperado, com sede em Pelotas.
Teixeira ressaltou o otimismo com as perspectivas de aprimorar a parceria entre Incra e Embrapa. “ A Embrapa é uma instituição que é um grande orgulho nacional, e vitalizar esta parceria é fundamental para levarmos pesquisa, tecnologia e visão empreendedora para a emancipação social e produtiva dos assentados e suas famílias”, ressaltou.
Tecnologia do Blogger.