Banrisul surge como possível investidor para o Theatro Harmonia

Em reunião realizada com a superintendente de marketing do Banrisul, Lisane Fernandes, na semana passada, em Porto Alegre, a comitiva formada para a reestruturação do Teatro Harmonia obteve resposta favorável sobre um possível investimento através da Lei Rouanet. A comitiva é formada entre a Câmara de Vereadores, Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Cultura e o Instituto Harmonia.
Com o orçamento deste ano já comprometido, Lisane afirmou que existe a possibilidade de investimento, a partir do recebimento do orçamento de 2020, que deve acontecer no mês de março. O instituto está preparando o projeto para atender as exigências da Lei Rouanet, que deve ficar em torno de 3 milhões de reais para a conclusão completa da obra.
“A linha de gestão para investimentos do novo presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho Mendes, tem um viés mais voltado para a preservação do patrimônio histórico e cultural do Estado”, afirmou Lisane, o que coloca o teatro gabrielense na lista de possíveis investimentos.
Para Adão Santana, a sinalização positiva do Banrisul deu esperança para a comitiva, “essa reunião nos deixou bastante esperançosos quanto a um possível investimento por parte do Banrisul. Vamos trabalhar para continuar realizando toda a articulação política, em busca de investimentos”, afirmou o presidente da Câmara.
A reunião foi articulada através do gabinete do presidente da Assembleia, Augusto Lara, do PTB, com o presidente do Legislativo gabrielense Adão Santana, também do PTB. Estiveram presentes na reunião as arquitetas Berenice Rodrigues e Cláudia Dalolmo, do Instituto Harmonia, os representantes do Legislativo, Paulo Antônio Oliveira, Sergio de Andrade Silveira e Felipe Oliveira, juntamente com a gerente de patrocínios do Banrisul, Karla Nozari.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.