André Teixeira lança o álbum "Festivais'

O cantor, compositor e violonista André Teixeira está lançando nas plataformas digitais o álbum “Festivais - Volume I”. O repertório é composto por quinze canções, treze de sua autoria, que foram interpretadas pelo cantor nos festivais nativistas.
As músicas são as seguintes:
1. Dois ofícios (Anomar Danúbio Vieira/André Teixeira)
2. Poeira de parador (Sérgio Carvalho Pereira/André Teixeira)
3. Estância (Rogério Villagran/André Teixeira) Part. Rogério Villagran
4. Sombras que vivem (Jayme Caetano Braun/Juliano Gomes/Ricardo Comassetto)
5. Valter Rio Grande Preste (Rafael Miranda Machado/André Teixeira)
6. Viejito (Evair Suarez Gomez/Juliano Gomes)
7. Assovio (Adriano Silva Alves/André Teixeira)
8. Airumã (Adriano Silva Alves/Marcelo Oliveira/André Teixeira) Part. Marcelo Oliveira
9. Largando (Leonardo Borges/André Teixeira)
10. Olvidado (Lisandro Amaral/André Teixeira) Part. Lisandro Amaral
11. Ponchito (Xirú Antunes/André Teixeira) Part. Xirú Antunes
12. Sangue de boi (Adriano Silva Alves/André Teixeira)
13. Floreadita (Rogério Villagran/André Teixeira)
14. Tierra adentro (Xirú Antunes/Martim César/André Teixeira) Part. Xirú Antunes
15. De quem se achega (Cláudio Silveira/André Teixeira)


SAIBA MAIS:
Natural de São Gabriel (RS), André Teixeira iniciou a sua trajetória na música aos 13 anos participando de festivais amadores, rodeios e posteriormente, grupos vocais, acompanhando invernadas artísticas de CTGs.
Vencedor dos mais importantes festivais nativistas, incluindo Reponte da Canção, de São Lourenço do Sul, Sapecada da Canção Nativa, de Lages/SC, Ponche Verde da Canção Gaúcha, de Dom Pedrito, Vigília do Canto Gaúcho, de Cachoeira do Sul, Tafona da Canção Nativa, de Osório, Carijo da Canção Gaúcha, de Palmeira das Missões, Coxilha Nativista, de Cruz Alta, Estância da Canção Gaúcha, de São Gabriel e Gauderiada da Canção Gaúcha, de Rosário do Sul, entre outros.
Em 2007 acompanhou o acordeonista Edilberto Bérgamo, na Argentina, quando gravou uma participação no “El Río Suena”, documentário que retrata a história do chamamé. Em 2011 esteve ao lado do Grupo de Arte Nativa “Os Chimangos” durante turnê pela Europa apresentando-se na Hungria, Eslováquia, Romênia e França.
Durante seis anos, integrou o grupo de César Oliveira & Rogério Melo atuando em todos os trabalhos gravados pelo dueto, no período, com destaque para o álbum indicado ao Grammy Latino, “Era assim naquele tempo”, em que assina a autoria de cinco composições.
Acompanhou artistas de renome como Luiz Marenco, Mano Lima, Leonel Gomez, Joca Martins, Luciano Maia e Jari Terres.
Possui músicas de sua autoria gravadas por conjuntos e intérpretes como César Oliveira & Rogério Melo, Fabiano Bacchieri, Juliana Spanevello, Garotos de Ouro e Tchê Barbaridade.
Em 2015 lançou seu primeiro CD solo, “Coração de Campo”.
Em 2017 foi escolhido como Melhor Compositor no prêmio Melhores do Ano da música gaúcha - G1/RS. Em 2018 lança o CD “Do Meu Rincão” e recebe novamente o prêmio, nas categorias de Melhor CD e Melhor Clipe com a música “Lá d’onde eu venho”.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.