"Caixa tem": Código para saque em dinheiro tem tempo limitado. Saiba mais

O saque em dinheiro do auxílio emergencial foi liberado pela Caixa. Para isso, o banco criou um calendário como forma de evitar aglomerações. O aplicativo "Caixa Tem", disponível para administrar o saldo das poupanças digitais, gera um código que precisa ser usado no momento do saque e possui validade de duas horas. Alguns beneficiários reclamam da demora para o App fornecer o código. Antes de fazer o saque, o beneficiário precisa entrar no aplicativo “Caixa Tem” e escolher o valor que quer sacar. Em seguida, será gerado um código que a pessoa precisa usar para fazer a retirada do dinheiro.
Ele tem validade de duas horas e após este prazo é preciso gerar outro código. O saque pode ser feito em caixas eletrônicos e casas lotéricas.
A Caixa econômica informa que os beneficiários do Bolsa Família, clientes da Caixa ou outros bancos, não precisam fazer o download do aplicativo.
O cronograma de saque para esse público começou ontem (27) para nascidos em janeiro e fevereiro. Os recebimentos podem ser feitos até o dia 5 de maio, de acordo com o mês de nascimento do trabalhador.

Calendário de saques em dinheiro do auxílio de R$ 600,00
27 de abril – nascidos em janeiro e fevereiro
28 de abril – nascidos em março e abril
29 de abril – nascidos em maio e junho
30 de abril – nascidos julho e agosto
4 de maio – nascidos em setembro e outubro
5 de maio – nascidos em novembro e dezembro 

Passo a passo para o saque no "Caixa Tem"
Faça o login no "Caixa Tem" e escolha a opção “Saque sem cartão”.
Aperte a tecla “Entrar” e escolha o opção “Saque Auxílio Emergencial”.
Insira o valor que pretende sacar. Clique na opção “Gerar código para saque”
Insira a senha cadastrada de acesso ao "Caixa Tem".
Após a digitação da senha, será gerado o código para saque com validade de duas horas.
Chegando ao terminal de autoatendimento, digite o código no campo específico. Caso prefira fazer o saque em uma casa lotérica, forneça o código.

Segundo informações da Caixa, o auxílio já foi pago para 33,2 milhões de pessoas, o que representa em dinheiro R$ 23,5 bilhões.
Deste total, 10,5 milhões são trabalhadores que estão inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do Ministério da Cidadania; 13,1 milhões são informais que não aparecem nesse cadastro e 9,6 milhões são beneficiários do Bolsa Família.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.