too-novo-2021new

Escola Carlota apresenta o projeto "Sala Sensorial"

A turma 70 da Escola Municipal de Ensino Fundamental Carlota Vieira da Cunha, capitaneados pela Professora Ana Carolina Meneghelo e participação das professoras Regiane Marques, Clarisse Padilha está realizando o Projeto “Sala Sensorial, Sentir a Empatia na Prática”.
O projeto faz parte das atividades desenvolvidas na Semana do Autismo. A Escola Carlota tem 24 turmas inclusivas, do pré ao 9º ano e 37 alunos, dispõem de sala de recursos e 16 monitores.
De acordo com Ana Carolina, o projeto tem por objetivo uma experiência sensorial, buscando levar ao visitante à percepção da realidade sensorial do autista.
Para a professora Regiane: “O projeto demonstra a inclusão como cotidiano da escola, pois os alunos buscam sensibilizar a todos sobre como o mundo é visto e sentido pelos autistas, auxiliando na compreensão de seu comportamento”, comentou.
“A igualdade na diferença”, comentou a professora Clarisse. 
Segundo ela, sentir a empatia vai além do que pensa, leva a compreensão, o entendimento a percepção da realidade do outro. 
“Só assim é possível nos colocarmos e entendermos a realidade do outro, e a Escola Carlota trabalha a inclusão nessa percepção”, comentou.
O secretário de Educação, Edjor Borges, acompanhou o projeto, garantindo apoio da SEME para continuar sendo apresentado. 
“Esse projeto é de uma importância muito grande, porque mostra a realidade sensorial materializada, como o autista percebe o mundo ao seu redor”, enfatizou.
Borges parabenizou a diretora Ceres Torma Moraes e as professoras da escola pelo compromisso da escola com a inclusão.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.