too-novo-2021new

Final de semana movimentado para a segurança pública em São Gabriel

Além da trágica morte de quatro pessoas neste final de semana, diversas ocorrências movimentaram a segurança pública em nossa cidade. Confira as principais ocorrências atendidas pela Brigada Militar:

LESÃO CORPORAL
Neste domingo, 31, por volta das 12h55min, uma guarnição da Brigada militar, foi despachada até a rua Plácido de Castro, em apoio ao Corpo de Bombeiros, numa ocorrência de briga generalizada em via pública.
No local, foi constatado que a vítima já havia sido socorrida, sendo efetuado contato no HPS, onde um homem de 40 anos, deu entrada desacordado e com diversas lesões. Foi informado por testemunhas que a briga começou em uma festa, próximo ao local onde a vítima foi encontrada. Não foi possível identificar os autores.

INJÚRIA/AMEAÇA – LEI MARIA DA PENHA
Também no domingo, por volta das 14h, a Brigada Militar foi chamada na Avenida Francisco Chagas, Bairro Santo Antônio, onde fez contato com a vítima, uma mulher de 80 anos, a qual informou que seu neto, de 22, estava perturbando e a ameaçando no local. O acusado negou os fatos, sendo ambos conduzidos até a delegacia para o devido registro.

LESÃO CORPORAL – LEI MARIA DA PENHA
Por volta das 14h40min, a BM foi até a rua Carlos Pereira, no Bairro São Clemente, para atendimento de uma ocorrência Maria da Penha. 
No local, foi feito contato com a vítima, uma mulher de 26 anos, a qual relatou que foi agredida por seu companheiro, que lhe deu um tapa no rosto e a agarrou pelo pescoço, dizendo que se a mesma chamasse a polícia, iria lhe espancar e lhe colocar no hospital. 
Segundo a vítima, o acusado ainda agrediu seus enteados. O homem, de 22 anos, não se encontra mais no local. 
Diante dos fatos, a vítima foi conduzida ao HPS, e, posteriormente, à delegacia de plantão para o devido registro.

VIAS DE FATO
Também no domingo, 31, às 21h, uma guarnição da Brigada Militar foi despachada na rua Marechal Hermes para atender uma briga familiar, com apoio dos Bombeiros, sendo que havia um incêndio na residência. 
No local, foi feito contato com a vítima, uma mulher de 43 anos, a qual relatou que havia colocado fogo no fogão a lenha e que havia incendiado uma cortina sem querer e que seu companheiro havia lhe agredido. 
O acusado, um homem de 55 anos, informou que sua companheira havia colocado fogo em uma cortina e para conte-la, havia a segurado, vindo a causar o ferimento. 
Diante dos fatos, as partes foram conduzidas ao HPS, e, posteriormente, à delegacia para o devido registro.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.