Estudante de meteorologia explica tornado em São Gabriel

Murilo explicou o que ocorreu em nossa cidade.
Na tarde de ontem, o Coluna Ponto de Vista conversou com o gabrielense Murilo Machado Lopes que estuda meteorologia na UFSM. A pauta principal foi o tornado que ocorreu recentemente em São Gabriel.
O Coluna quis saber o que pode causar esse tipo de alteração climática tão intensa. Murilo explicou que um tornado é uma coluna de ar que gira de forma violenta a partir da base da tempestade até o chão. Tal turbilhão de vento é caracterizado pela imagem clássica de funil que serve como um ''aspirador de pó'' segundo materiais do solo, como no clássico Mágico de Oz. 
Para se caracterizar um tornado, deve existir a interação entre o funil e o solo, caso isso não ocorra, dá-se o nome de nuvem-funil à formação. Já se um tornado ocorrer sobre a água, será classificado como uma tromba d'água, sentido diferente do popular, quando usa-se o termo para se referir a chuva intensa durante um curto período de tempo. 
Normalmente confundidos com ciclones e furacões, os tornados são muito mais localizados, atingindo uma área pequena, já os outros fenômenos influenciam grandes extensões.
Os tornados ocorrem em tempestades geralmente bem desenvolvidas e com a presença de um meso-ciclone (intensa coluna rotatória de vento dentro da nuvem), estas são as supercélulas, responsáveis por grande parte do tornados e pelos mais intensos. No entanto, eles podem ocorrer em tempestades não tão intensas assim e devido a isso há registros do fenômeno em quase todas as regiões do globo.
"Os ventos mais intensos já registrados em superfície se deram na passagem de um tornado em Oklahoma nos Estados Unidos em maio de 1999, com velocidade de 511km/h, mas são casos raros, em sua maioria de registros os tornados duram apenas alguns minutos e não apresentam ventos superiores a 250km/h", finaliza.

Comentários