Concurso de Parrilleros mostra que gaúcho entende do assunto

Organização, participantes e autoridades presentes ao evento
Fotos: Bruno Garcia/Especial
Evento realizado no último domingo, em São Gabriel, atraiu grande público e um júri internacional com especialistas em gastronomia e turismo

São Gabriel recebeu neste domingo, 24, o primeiro Concurso de Parrilleros promovido pelo restaurante La Bodega – parrilla e carnes nobres. Oito equipes disputaram o prêmio máximo. Elas tiveram duas horas e meia para apresentar um corte de cordeiro e um de carne de gado, com acompanhamentos.
Prato vencedor corte de cordeiro

Prato vencedor corte de gado
O título ficou com a equipe Brasa&Beef, de Santa Maria, representada por Rodrigo Vargas e Paulo Lemes. "Foi bem difícil, o nível estava elevadíssimo, tanto que acabamos vencendo por um ponto. Mais satisfatório do que ser campeão é ver que as pessoas têm prazer em comer o assado", destacou Vargas. O segredo para a vitória, segundo ele, foram a organização da bancada e da grelha, o ponto e o tempero da carne, além da apresentação do prato.
O segundo lugar ficou com a equipe Fronteiríssimo, formada por Marco Antônio e Jéferson. Completou o pódio a equipe La Coqueta/Touro Bravo, de Bruno e Poliana Vasques.
O organizador do concurso e dono do La Bodega, Douglas Parrillero, comemorou o sucesso da iniciativa. "O evento não poderia ter sido melhor. A confraternização, a qualidade dos pratos e o envolvimento dos participantes foram fundamentais. São Gabriel entrou na rota do mundo culinário para fazermos eventos maiores nos próximos anos", projetou.
Cerca de 150 pessoas passaram pelo restaurante La Bodega para acompanhar de perto as diferentes técnicas de preparo da parrilla e degustar cortes e acompanhamentos que eram gentilmente servidos pelas equipes. "O evento foi excelente e sem dúvida vai crescer. O nível foi muito alto, mesmo sendo todos amadores ou semi-amadores", observou o jurado Enrique Puentes.
O sucesso foi tanto que participantes e jurados pediram que a próxima edição seja ainda maior, ocupando inclusive as ruas da cidade para receber mais público. "É importante ir aos poucos. Quem sabe daqui a algum tempo o concurso possa receber participantes de países vizinhos", sugere Puentes, criador e organizador do Festival Internacional do Cordeiro, de Rivera, no Uruguai.
Tecnologia do Blogger.