quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Aprovada proposta para tornar a Estância da Canção Gaúcha em Patrimônio Cultural de São Gabriel

A Câmara Municipal de São Gabriel aprovou por unanimidade, durante a Sessão Ordinária desta segunda-feira (7), o Projeto de Lei, de autoria do vereador Márllon Mendes Maciel, do PP, que declara o festival de música nativista Estância da Canção Gaúcha como Patrimônio Cultural Imaterial de São Gabriel. Criado no ano de 1993, durante as comemorações farroupilha, pela Coordenadoria Tradicionalista Municipal, o festival ganhou destaque nacional ao revelar grandes talentos da música nativista.
A “Estancinha”, fase Local da 24ª edição do festival, está com data marcada para os dias 11 e 12 de outubro, no parque de Exposições Assis Brasil, dentro da programação da 85ª Exposição-Feira Agropecuária de São Gabriel. Esta primeira Etapa será totalmente local e classificatória para Etapa Estadual, que ocorre em abril de 2020. A iniciativa conta com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Cultura e da Associação Cultural São Gabriel das Carretas.
Para o vereador Márllon, o festival possui grande relevância para a cultura do estado: “Considerando a importância do festival para a cultura do Rio Grande do Sul, que contém no seu teor e temática os usos e os costumes que condizem com o cotidiano das estâncias, sendo por esta razão denominado Estância da Canção Gaúcha. A presente proposta justifica-se justamente pela necessidade de preservar, para as gerações futuras, essa expressão cultural e artística genuinamente gabrielense”, justificou o vereador.