RGE amplia número de cidades beneficiadas com sistema de geração de energia para clientes com UTI Domiciliar

A RGE ampliou de quatro para 14 o número de cidades contempladas com o sistema de Geração Distribuída (GD) nas residências de clientes de baixa renda que dependem de UTI Domiciliar. Até agora, 48 clientes já receberam o novo sistema, entre eles moradores de São Gabriel. A ação, que faz parte do Programa de Eficiência Energética (PEE) da RGE, tem investimento de R$ 536 mil e visa reduzir os gastos com energia elétrica para famílias enquadradas na Tarifa Social e que tenham uma pessoa acamada em casa.
Nos próximos meses, outros sete clientes receberão o sistema, composto por cinco placas fotovoltaicas e um inversor. Os equipamentos são instalados nos telhados das residências e geram energia a partir do calor do sol. Com isso, todos os cômodos e equipamentos da casa poderão utilizar energia proveniente do sistema de Geração Distribuída.
A RGE ainda fará a substituição de lâmpadas menos eficientes pela tecnologia LED nas residências. Ao todo serão 275 lâmpadas instaladas, se somando ao sistema de GD e contribuindo para a redução do consumo de energia elétrica. As lâmpadas de LED, além de serem até 80% mais econômicas que as antigas, duram cerca de três vezes mais horas. Com os 55 sistemas em operação e as lâmpadas em funcionamento, a distribuidora do Grupo CPFL estima que haja uma economia de energia de 125,1 MWh/ano e uma redução na demanda de ponta de 2,27 kW.
Segundo o engenheiro de Eficiência Energética da RGE, Cristian Sippel, a distribuidora busca diminuir o valor das contas dessas famílias para que os recursos possam ser destinados à manutenção da UTI Domiciliar, como medicamentos e oxigênio. “Nosso foco é atender clientes de baixa renda e possibilitarmos às famílias terem uma conta de energia menor. O sistema de geração distribuída gera energia que é usada exatamente da mesma forma que a energia que chega pelas redes da RGE”, destaca Sippel.
Todos os clientes considerados público-alvo já estão mapeados pela RGE e, oportunamente, receberão visita técnica para avaliar se a residência possui as condições para receber as placas e o inversor, e se a família tem interesse em receber a ação. Clientes que possuam pacientes acamados em casa, de maneira contínua, são cadastrados na RGE como vitais.
Além de São Gabriel, foram contemplados com clientes de Caxias do Sul, Santa Maria, São Pedro do Sul, Santa Cruz do Sul, Vera Cruz, Venâncio Aires, Cachoeira do Sul, Bom Retiro do Sul, Canoas, Gravataí, Novo Hamburgo, São Leopoldo e São Sebastião do Caí.

Sobre a RGE
Responsável por distribuir 65% da energia elétrica consumida no Rio Grande do Sul e atender 2,86 milhões de clientes residenciais, industriais e comerciais em 381 municípios gaúchos, a RGE é hoje a maior distribuidora da CPFL Energia em extensão territorial e número de cidades atendidas. A área de concessão da companhia, que é resultado do agrupamento das distribuidoras RGE e RGE Sul, realizado em janeiro de 2019, totaliza 189 mil km² de extensão, abrangendo as áreas urbanas e rurais das regiões Metropolitana, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do estado.
Os investimentos realizados pela RGE contribuem para o desenvolvimento socioeconômico de locais de fundamental importância para a economia do estado, que vão desde fortes polos turísticos, agrícolas e pecuários, até grandes centros industriais e comerciais, trazendo mais bem-estar, conforto e infraestrutura para a vida de 7,4 milhões de gaúchos. 

Sobre a CPFL Energia
A CPFL Energia, há 106 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização e serviços. Desde janeiro de 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a segunda maior organização empresarial do mundo e a maior companhia de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês e com operações na Itália, Austrália, Portugal, Filipinas e Hong Kong.
Com 14% de participação, a CPFL Energia é vice-líder no mercado de distribuição, totalizando cerca de 9,4 milhões de clientes em 679 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 14% na venda para consumidores finais. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras.
Na geração, é a terceira maior agente privada do País, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis, como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. Ao final do terceiro trimestre de 2018, a capacidade instalada do Grupo CPFL alcançou 3.283 MW.
A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da B3 e ADR Nível III na NYSE, além de participar do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3 pelo 13º ano consecutivo. O Grupo também ocupa posição de destaque como um dos maiores investidores brasileiros em arte, cultura e esporte.
Tecnologia do Blogger.