Prefeitura segue aguardando resposta do Estado sobre ampliação de leitos de UTI

O prefeito Rossano Gonçalves manifestou preocupação com a falta de resposta do Governo do Estado para pedidos de ampliação de leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Caridade. 
Gonçalves encaminhou ofício ao governador Eduardo Leite na terça-feira (31) e reforçou o pedido na segunda-feira (6). Nos dois documentos, o prefeito explica que o hospital não tem condições de atender a demanda regional, já que a Santa Casa aparece como referência para atendimento aos pacientes da região.
A Prefeitura, junto com a direção da Santa Casa, está disponibilizando uma Unidade Intermediária com 13 leitos. A estrutura não está sendo utilizada e é mantida para casos de emergência. No entanto, São Gabriel ainda depende da atenção do Governo do Estado para viabilizar o funcionamento da Unidade. O município pede ao governo estadual 13 aparelhos respiradores.
O prefeito Rossano Gonçalves destaca: "Os respiradores são instrumentos capazes de amenizar o sofrimento e possibilitar a recuperação do paciente que tiver agravamento no quadro respiratório".
Embora a Prefeitura de São Gabriel queira preparar a estrutura para atender a região, o Governo do Estado ainda não demonstrou interesse em melhorar as condições para atender a população.
O Prefeito de São Gabriel ainda disponibilizou o Estádio Municipal Silvio de Faria Corrêa e o Ginásio Plácido de Castro para a implantação de hospitais de campanha para atendimento a pacientes que contraírem a COVID-19. A duas estruturas foram oferecidas ao Estado, que não se manifestou a respeito.
A Região Fronteira Oeste tem mais de um milhão de pessoas. O prefeito Rossano Gonçalves pede que o Governo do Estado dê a mesma atenção ofertada à Região Metropolitana. São Gabriel, por exemplo, não recebeu materiais (luvas, máscaras, etc) e muito menos recursos. Pelo contrário, o Município teve que deixar a disposição do Estado, pelo Plano de Contingência Hospitalar - COVID-19, dois leitos UTI e quatro leitos clínicos para a região.
Desde a implantação de medidas de contenção ao vírus, a Prefeitura de São Gabriel já investiu mais de R$ 600 mil na aquisição de Equipamentos de Proteção Individual, pagamentos de horas extras e demais necessidades para suprir a demanda.
Cópias dos documentos foram encaminhados para o Procurador-Geral da Justiça, Fabiano Dallazen, na sexta-feira, 3, onde o prefeito reitera o interesse do Município em preparar uma estrutura capaz de atender a região, mas sem prejudicar o atendimento à população de São Gabriel.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.