Policiais gabrielenses participam da operação Sicário em Dom Pedrito

*Com informações de ZH

A Polícia Civil deflagrou uma grande operação, na manhã desta sexta-feira (4). A operação Sicário, em Dom Pedrito, contou com mais de 400 agentes, dentre elas policiais de São Gabriel, que tinha como objetivo cumprir cerca de 36 mandados de prisão e 64 de busca contra uma organização criminosa que atua na região.
O grupo, comandado por um apenado - que está no complexo de Charqueadas - está envolvido com tráfico de drogas, homicídios, latrocínio e assaltos a empresas. Outro objetivo da ação é descapitalizar os criminosos com o bloqueio de 24 contas bancárias.
O delegado André Mendes é o responsável por quase 10 meses de investigação. Durante este período, ocorreram outras nove prisões.
Segundo Mendes, o apenado conta com grande aparato financeiro, dezenas de associados e uma logística pré-definida para comandar o grupo, mesmo de dentro da cadeia. Além disso, a companheira do detento, que também está no sistema prisional, teria a função de gerenciar os crimes para ele.
Só em agosto, conforme a investigação, a ação destes criminosos resultou em um latrocínio, um homicídio e outras cinco tentativas de homicídio em Dom Pedrito. Um destes delitos foi a morte de um empresário, durante assalto à residência da vítima, no mês passado.
"Eles planejavam e executavam roubos praticados contra empresários locais, nos estabelecimentos e nas residências. Sempre com o objetivo de angariar recursos de forma rápida, valores utilizados para capitalizar a associação. São dezenas de vendedores de drogas, assim como indivíduos que auxiliam o líder criminoso no controle financeiro do tráfico, além do armazenamento, transporte e distribuição dos entorpecentes", explicou Mendes.
A operação envolveu tantos policiais que, para manter o sigilo e não chamar a atenção dos suspeitos, se reuniram na cidade de Bagé para o repasse das ordens judiciais. A Polícia Civil, que disponibilizou um helicóptero, contou com o apoio de Brigada Militar, Polícia Rodoviária Federal e do Exército.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.