Menino de 11 anos arrecada recursos para ajudar na implantação de novos leitos de UTI

A iniciativa de uma criança de 11 anos chamou a atenção das autoridades de saúde que trabalham na prevenção e combate à Covid-19 em São Gabriel. O menino João Pedro Dias Azevedo Ribeiro pegou uma caixinha (com uma mensagem: ajudem a nossa Santa Casa, "por mais leitos" para o povo gabrielense) e, de casa em casa na sua vizinhança, pediu contribuições para auxiliar o governo municipal e a direção do Hospital de Santa Casa de Caridade a investir na ampliação de leitos de UTI/Covid. Um dia antes, o prefeito Rossano Gonçalves havia anunciando que o Hospital atingira a marca de 110% de lotação e admitiu que o Município poderia "sofrer" com a falta de leitos para gabrielenses.
João Pedro estava entre os cerca de 1000 espectadores que acompanharam, ao vivo, a divulgação dos números de atendimentos a pacientes com coronavírus na cidade. Na transmissão, o prefeito falou que o hospital estava colapsando devido a superlotação e pediu apoio da classe empresarial. Os dados foram informados pelo prefeito no final da tarde de segunda-feira (8), direto do seu Gabinete, na Prefeitura Municipal.

A atitude do menino - com ajuda do irmão Bernardo, de 6 anos - repercutiu na comunidade onde mora, no Bairro Medeiros, e chegou ao conhecimento da Administração Municipal. No final da manhã desta quarta-feira (10), ele foi recebido pelo prefeito Rossano Gonçalves. O encontro ainda teve a presença da mãe de João Pedro, Clarissa Azevedo Dias Ribeiro e do vice-prefeito Lucas Menezes.
"O gesto do João Pedro vai sensibilizar muitas pessoas. É um incentivo e uma demonstração de conscientização. Com certeza, outras pessoas vão seguir esse exemplo e colaborar com a nossa Santa Casa", disse o prefeito.
Rossano Gonçalves informou, ainda, que a Administração Municipal já está em contato com empresários e com o Poder Legislativo. O objetivo é obter auxilio financeiro suficiente para ampliar o número de leitos, mantendo-os fora da regulação estadual e servindo de reforço para atendimento a pacientes gabrielenses.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.