Design-sem-nome-1

Família denuncia agressão em quartel

Nos últimos dias, tem circulando um vídeo que mostra o que seria uma agressão a um jovem de 18 anos que está servindo o exército em São Gabriel. 
O mesmo mostra um soldado recebendo o que se chama de "pacote", antiga prática considerada comum entre os soldados mais antigos para "batizar" os novos soldados, no 6º Batalhão de Engenharia de Combate. O caso virou inquérito investigado pela unidade militar e deverá virar caso de justiça.
O jovem ficou abalado psicologicamente e teria tentado tirar a própria vida, conforme afirmou a mãe do soldado, que entrou em contato com a imprensa.
"Meu filho, além de humilhações psicológicas feitas por seus superiores ditas como brincadeiras, também sofreu agressões físicas", lamentou a mulher.
O vídeo teria sido gravado com um telefone celular por outro militar e mostra o rapaz imobilizado por dois militares e recebendo golpes físicos de um terceiro. Ele ficou com hematomas decorrentes das agressões e também com traumas psicológicos. No vídeo, alguns deles dão risadas. A situação foi descoberta pela família que prometeu tomar medidas legais para responsabilizar os envolvidos. 

INQUÉRITO POLICIAL MILITAR
Em nota encaminhada à redação no começo da tarde de hoje (26), o Setor de Comunicação Social do 6º BE Cmb informou que "tendo tomado conhecimento da denúncia em que um militar veio sofrer agressões no interior do aquartelamento, determinou imediatamente a instauração de um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar os fatos", assinalou a nota.
O Comando da Unidade diz que o Exército Brasileiro ressalta que não coaduna com atitudes desse tipo e que o militar que sofreu a agressão e sua família estão recebendo toda a atenção e auxílio necessário.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.