Design-sem-nome-1

Inaugurado o cartório especializado para investigar crimes ambientais, maus tratos e crueldade contra os animais

Na tarde de terça-feira (5), a Polícia Civil lançou o selo “Delegacia de Polícia Amiga dos Animais”, um projeto que levou a criação de um cartório especializado na investigação de crimes ambientais, maus-tratos e crueldade contra os animais. 
O selo – desenvolvido de forma voluntária pelos publicitários Zeca Honorato e Alejandro Montes – ficou estampado na porta do cartório especializado.
De iniciativa da Chefia de Polícia, o projeto tem por objetivo atender uma demanda antiga dentro da Instituição e surge menos de meio ano depois da aprovação da lei que aumenta a punição para o crime de maus-tratos contra cães e gatos para 2 a 5 anos de reclusão, além de multa e a proibição da guarda do animal.

A inauguração, coordenada pelo delegado de polícia José Soares Bastos, teve a participação da policial Cristiane Sampaio (responsável pelo atendimento) e da vereadora Janaína França; além de protetoras ligadas a ONGs de Proteção Animal, policiais civis e imprensa.
 
 
 
 
A legislação protege animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, incluindo cães e gatos, que, aliás, por serem os animais mais comuns em residências são as principais vítimas. Agredir fisicamente, deixar sem comida ou água, sem abrigo adequado ou não procurar um médico veterinário em caso de doença do animal configura maus-tratos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.