too-novo-2021new

"As eleições municipais que se avizinham, serão certamente impactadas pelos resultado desta", diz Presidente do PMDB

Sempre com destaque nas esferas estadual e federal, o MDB local está atento ao pleito deste ano e com grandes ideias no âmbito municipal. Este foi o resumo da entrevista realizada nesta quinta-feira, 16, com o Presidente Municipal do MDB, Júnior Jobim.
Jobim, falou sobre os cenários eleitorais Nacional e Estadual, assim como projeções para o futuro do MDB em São Gabriel. Confira:

Nas duas últimas semanas, tem havido muitas especulações sobre a pré-candidatura do MDB ao Governo do Estado do RS. Recentemente, o presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, disse ser possível uma coligação com o PSDB. O que pensa o MDB de São Gabriel em relação a isso?
Primeiro: é importante fazer alguns esclarecimentos. Embora a manchete seja chamativa, o que é compreensível nesse contexto de informações instantâneas, gerido pelas redes sociais, o mérito do posicionamento do presidente Baleia Rossi não condiz com a chamada publicada.
A verdade é que o presidente nacional do MDB não descartou a possibilidade de coligação com o PSDB, porém, não impôs ao MDB do RS a condição de vice. Pelo contrário, destacou que a decisão cabe única e exclusivamente ao MDB Gaúcho.
Diante disso, o que se tem de concreto é que o diretório estadual do MDB já decidiu por candidatura própria ao Palácio Piratini e escolheu como pré-candidato, o deputado estadual Gabriel Souza. Trata-se de um quadro jovem, mas extremamente qualificado, conhecedor da agenda proposta pelo Governo Sartori, pois à época era deputado estadual e líder do governo, agenda esta que colocou o Estado no rumo do ajuste fiscal e que hoje reúne as condições para voltar a investir e promover o desenvolvimento econômico e social dos gaúchos e das gaúchas.

Isso pode gerar algum constrangimento a nível nacional?
Pelo contrário, historicamente o MDB Gaúcho sempre defendeu candidatura própria à Presidência da República.
De modo que, não há constrangimento. O que há de fato é um alinhamento do MDB do RS com o MDB Nacional. E nas palavras do próprio Gabriel Souza, a defesa é de que a Senadora Simone Tebet tenha no RS o palanque para apresentar as propostas do nosso partido e daquilo que pensamos para o Brasil.

Então o MDB segue firme na disputa ao Palácio Piratini?
Sem dúvida, o nosso partido, não querendo desmerecer as demais siglas, é o maior partido do RS. Desde a redemocratização fizemos quatro governadores, que deixaram um legado de extrema importância para o Estado.
Somos o partido com maior número de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. O partido com maior número de filiados no RS e a nível nacional, o maior MDB.
Sempre apresentamos ao povo gaúcho um projeto de Estado e ainda, nas oportunidades em que o nosso projeto não foi escolhido nas urnas, serviram como guias aos gestores públicos.
O MDB seguirá, mais uma vez, reafirmando o seu compromisso com o Estado na disputa e apresentará ao nosso povo um projeto de desenvolvimento econômico, social e tecnológico.

E a nível local, como se organiza o MDB para o pleito que se aproxima, tendo em vista que o pré-candidato Gabriel Souza aparece nas pesquisas com 2 a 3 % das intenções de voto?
As pesquisas são um retrato do momento, se analisarmos as eleições passadas, citando casos mais recentes, o governador Rigotto, então desconhecido, apresentava na mesma época, percentuais semelhantes ao de Gabriel Souza, o mesmo vale para o governador Sartori.
Outro dado importante, o que inclusive é elogiado no centro do País e que revela o nosso espírito republicano, o RS não reelege governadores. Soma-se a isto o fato de que, nas últimas eleições todo os candidatos ao Governo do Estado que apareciam em 1º lugar nas pesquisas, não se elegeram.
Então, este contexto histórico nos deixa tranquilos, ao mesmo tempo em que, compartilhando do sentimento de toda a nossa militância espalhada pelo Estado, seremos capazes, mais uma vez, de eleger o próximo governador do RS.
E é em cima disso que temos trabalhado junto à coordenação da pré-campanha do Gabriel Souza, que ele venha a São Gabriel, apresentar a sua proposta e reafirmar o seu compromisso com o nosso município e com a região.

Como o MDB de São Gabriel se insere na proposta de governo do pré-candidato do partido?
Nos temos demandas históricas em São Gabriel que dependem do Governo do Estado. É importante que se deixe claro, que o nosso município e a região não podem estar alijadas do processo.
Pessoalmente, analisando o cenário político local, sempre tivemos dificuldades em nos inserir nos projetos estaduais. Cito como exemplo a situação da RS-630, ainda que pareça repetitivo, mas é inconcebível que o nosso município, tão importante para a economia gaúcha, sendo o 5º do Estado em extensão territorial, não consiga, por mais de duas décadas, concretizar a reforma de uma ponte que foi instalada em caráter provisório e negligenciada pelo Estado durante tanto tempo.
Deveríamos estar neste exato momento debatendo sobre o asfaltamento desta mesma rodovia, inclusive aproveitando-se do programa do Governo do Estado, Pavimenta RS, mas ao contrário disso, a situação que já era extremamente ruim ficou ainda pior, com a queda da ponte próxima ao Pedroso devido as recentes fortes chuvas.
Não tenho por hábito adotar postura do quanto pior melhor, a crítica não pode ser vazia, inclusive essa foi a missão que o MDB de São Gabriel me atribuiu enquanto presidente do partido: que adotássemos uma postura propositiva, de modo que, o que realmente interessa é daqui para frente.
Precisamos estabelecer um diálogo com o Governo do Estado (que esperamos ser comandado pelo nosso partido), para que possamos ter trânsito e influência, em que pleitos como este sejam resolvidos com a maior agilidade e destreza possíveis. 

Em um cenário favorável em que o MDB eleja o próximo Governador, quais são os próximos passos da sigla a nível local?
Nós estamos acompanhando de perto as movimentações dos partidos que compõem o Centro Democrático, MDB, PSDB e Cidadania, assim como, as movimentações a nível estadual.
É imperioso que se faça essa análise e se participe do processo, pois as eleições municipais que se avizinham, serão certamente impactadas pelos resultados desta.
Então, sim, ao mesmo tempo em que acompanhamos essas movimentações, o nosso partido em São Gabriel também tem se movimentado.
Nossa projeção, que encontra subsídio nos diálogos que estamos estabelecendo com a comunidade gabrielense, na busca de aproximação com as bases, isto é, a sociedade civil organizada, é que voltemos a ocupar assentos no Legislativo Municipal. Bem como, possamos levar aos cidadãos, um projeto de município eficaz, resiliente e inovador. Pensando não só em ocupar espaços, mas sim, em desenvolver as potencialidades da nossa cidade e dos nossos munícipes.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.