Polícia divulga nomes de vítimas encontradas em lagoa no interior


A Polícia Civil de São Gabriel confirmou as identidades das vítimas encontradas mortas em uma lagoa no interior de São Gabriel, na divisa com Santa Maria, na localidade de Banhados. 
Os corpos – de uma mulher de 31 anos e de um homem de 38 – foram localizados na quinta (26) e na sexta (27), respectivamente. 
De acordo com o delegado de polícia, José Soares Bastos, as vítimas foram identificadas como sendo Vicente da Cunha Soares e Graziela Correa Vicente. Os dois eram colonos e residiam no Assentamento Madre Terra, localizado na grande Catuçaba, a cerca de 70 quilômetros da sede do Município.
Graziela foi encontrada na tarde de quinta-feira, por volta de 16 horas, por um trabalhador rural. O corpo estava no interior da uma lagoa, situada dentro de uma propriedade particular, amarrado a um saco de areia. A mulher tinha ferimentos na cabeça.
A Polícia Civil de São Gabriel encontrou o corpo de Vicente na tarde do dia seguinte, a alguns metros do local onde a mulher havia sido achada. Ele também tinha uma corda amarrada na cintura e estava preso a um saco de areia. O homem também foi alvejado na cabeça.

DESAPARECIDOS HÁ UMA SEMANA
O casal foi visto por moradores do assentamento, pela última vez, na quinta-feira anterior ao dia que foi encontrado o corpo de Graciela. Um assentado informa que o casal teria deixado os filhos (uma menina com 11 anos e um menino com 13) na cidade e retornado para o assentamento sozinhos. Depois disso, o casal não foi mais avistado.
No Assentamento Madre Terra – onde cerca de 100 famílias residem em comunidade, o sentimento é de insegurança, segundo afirma um dos colonos. 
“A comunidade está com medo, é claro. É algo atípico, porque além de um crime, trata-se da forma como foi feito”, argumentou ao blog N1 Notícias.
A Polícia Civil abriu inquérito para apurar as possíveis causas. Na região, os crimes de maior repercussão envolvem casos de abigeato.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.