Uma história de amor e superação em meio ao Covid-19

No último dia 16 de julho, o casal André e Nelci Heberlê comemorava a chegada de seu segundo filho Joaquim Luiz Bandeira Heberlê. O bebê que nascera prematura, ainda chegava ao mundo com a notícia de que não poderia ficar com a família, visto que tanto Nelci, quando André e o seu irmão, de 8 anos, estavam infectados pelo Covid-19. 
Antes da cesária, inclusive, foi pedido um acompanhante somente para o bebê, onde a sobrinha Suelen Heberlê se responsabilizou pelo recém-nascido, assinando inclusive um termo de responsabilidade pelo bebê e de que poderia contrair o vírus.
A mãe de Joaquim ficou na CTI. O pai e o irmão, em isolamento domiciliar.
"Começamos a nos comunicar por vídeo chamada, apresentei o Joaquim para a mãe, o pai e o restante da família. Tirei ele da maternidade no dia 18, com uma razoável perda de peso, mas bem. Ele mamou na seringa, no copinho, até chegar a mamadeira. Sua mãe continuou na CTI. Na semana seguinte, fomos para o teste de Covid, o Joaquim e eu, e para nossa alegria, o resultado deu negativo", conta Suelen.
Joaquim é um exemplo de força e coragem em meio a toda essa pandemia. A família foi infectada primeiramente pelo pai, que era motorista de uma empresa e ao se apresentar em Porto Alegre, ele e os demais motoristas foram infectados.
A mãe conheceu o filho pessoalmente ontem, através do vidro do carro. 
Confira o emocionante momento:


Joaquim já recuperou seu peso, mas ainda continua com Suelen até os pais e o irmãos saírem do isolamento e realizarem novos testes.
Ele foi o primeiro bebê a nascer em São Gabriel com a mãe já testando positivo, até então, as demais mães eram suspeitas.
Suelen conta que gostaria de trazer esta história de superação para que a população amoleça seu coração e tenha mais empatia neste momento. 
"Queremos alertar a todos para que nenhuma mãe precise passar por isso", finaliza.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.