Eleições 2020: Mulheres unidas em torno do projeto de eleger a primeira prefeita da história de São Gabriel

Assessoria dos candidatos 

Nos últimos anos, as mulheres têm cada vez mais se destacado nos mais altos cargos nas mais variadas profissões. Nomes como 
Hillary Clinton, Angela Merkel e Cristina Kirchner têm se destacado pelo mundo na política. E no Brasil, empresárias como Luiza Trajano e Cristina Junqueira têm mostrado a força do empoderamento feminino e sua real capacidade de, com ternura, carinho e ao mesmo tempo, pulso firme ao se destacar à frente de grandes empresas.
Em São Gabriel, esse paradigma começa a ser quebrado, visto que um grande número de mulheres têm se somado dia a dia ao projeto de eleger pela primeira vez na história, uma prefeita, a médica cardiologista Sandra Weber, do PODEMOS.
"Venho de um partido onde as mulheres sequer faziam parte do Diretório. E vejo no projeto de governo atual e que busca se reeleger, pouco espaço para as mulheres visto que, somente duas secretarias têm à frente, representantes do sexo feminino. E isso me preocupa bastante", destaca a Produtora Rural e voluntária da Liga Feminina de Combate ao Câncer, Kátia Petrarca. Petrarca também destaca a mesma preocupação na Câmara de Vereadores, onde somente uma mulher ocupa o cargo atualmente.
"Já fui chamada até de feminista, porém, vejo que este é o momento de mulher votar em mulher, pois, historicamente isso não ocorre aqui. E digo mais, é hora de novos projetos, novas pessoas, pois acomodação sempre faz mal e é tudo que nós não precisamos neste momento", ressalta Kátia.
Ela ainda reforça seu apoio ao projeto de eleger a primeira prefeita da história de São Gabriel alicerçado ao fato de Sandra Weber ser uma pessoa de excelentes ideias e que, sobretudo, quer implantar na cidade um governo mais humano e focado em valorizar os trabalhos sociais como a Liga Feminina de Combate ao Câncer. "Atualmente, temos muito pouco apoio do governo que aí está", finaliza.

EMPRESÁRIA SE APAIXONA PELO PROJETO
A empresária Ana Norberto Bento também se uniu ao projeto pois se encantou com a proposta de Sandra e Bina para o município.
"Sempre trabalhei em política, com quem eu acredito e em pessoas de caráter. Sou muito amiga da Karen Lannes e da Sandra, a qual eu considero uma pessoa bárbara e de um coração enorme. E quando conheci o projeto deles, me apaixonei e trabalho com muita garra para elege-la. A cidade tem atualmente poucos empregos e além disso, contratam muita mão de obra de fora. A Sandra quer qualificar o pessoal daqui e isso me encanta, sem falar na saúde, onde com dois médicos será sim uma saúde de verdade, pois só o fato dos exames serem feitos dentro de um ou dois dias e não ter que esperar mais de um ano, já faz toda a diferença", ressalta.
Ana destaca ainda que o projeto não é só eleger uma mulher e sim um ser humano diferenciado.
"É gente honesta, gente gente, simples, humildade e que nos apresentam um projeto viável, embora muitos adversários insistam, de forma errônea, em dizer ao contrário. A Sandra não é revanchista e só isso, já vale o meu apoio. Qualquer um vê a sintonia perfeita entre o Bina e ela. Cada dia eu me apaixono mais pelo projeto. Chegou a hora da Sandra", finaliza.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.