Design-sem-nome-1

Covid-19: pressão por mais medicamentos agora alcança o Ministério Público Federal

Uma ação conjunta de Prefeitura de São Gabriel, Assembléia Legislativa, Santa Casa de Caridade e Sindicato Médico do RS (Simers) vai requerer a atuação do Ministério Público Federal para a obtenção imediata de bloqueadores neuromusculares e sedativos para intubação para o hospital de São Gabriel. A estratégia foi definida em reunião na manhã desta quarta-feira, 7, onde o prefeito Rossano Gonçalves recebeu o deputado estadual Thiago Duarte (DEM), presidente da CPI dos Medicamentos na Assembléia Legislativa. Participaram do encontro o coordenador da CPI, procurador aposentado Paulo Rogério Santos; os diretores do SIMERS, Willian Adami e Paulo Pizarro; a assessora jurídica do Simers, Luciana Lazzari; o assessor executivo do Simers, Leandro Melo; o assessor parlamentar Lizandro Cavalheiro; o provedor da Santa Casa, Cilon Lopes de Siqueira, e seu administrador José Neri de Oliveira; e a secretária da Saúde do Município, Kátia Raposo Pereira.
O prefeito e os dirigentes do hospital reiteraram a situação dramática de escassez de medicamentos nas próximas horas, e o Chefe do Executivo ressaltou a complacência de órgãos de controle com a inação e falta de celeridade do Governo do Estado.
O presidente da CPI, Thiago Duarte, sugeriu que se encaminhe requerimento conjunto ao MPF solicitando que as instituições hospitalares federais informem seu estoque de medicação, para imediato direcionamento aos hospitais do Interior com situação mais dramática. “A CPI está atuando não somente para investigar, mas para de fato auxiliar a resolver essa distribuição disfuncional. Sabemos do empenho do prefeito Rossano lutando junto com o hospital para resolver essa situação, e somos parceiros do povo gaúcho para auxiliar a salvar vidas”, destacou o deputado.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.