Design-sem-nome-1

Vereadores cogitam instauração de CPI para investigar denúncias contra a RGE

Grande parte dos vereadores presentes na Sessão Ordinária desta quinta-feira, 1, manifestou-se favorável a instauração de uma CPI para investigar as recorrentes denúncias que chegam ao Poder Legislativo sobre a má prestação de serviços feita pela empresa RGE Sul, concessionário do serviço de energia elétrica.
Segundo o vereador Írio Rodrigues (PDT), quem trouxe o assunto ao plenário, parte do interior do município está sem luz há diversos dias. 
“Lá no corredor do Figueiró já vai para sete dias sem luz. Eu acho isso um desrespeito com a comunidade, eles pagam suas contas em dia, são pessoas honestas que não estão pedindo favor nenhum a ninguém”, afirmou.
Encontros e reuniões entre vereadores e representantes da concessionária já foram realizados no passado, porém sem nenhum resultado concreto. “Acho que chegou o momento de nós termos uma posição mais dura com relação à RGE, no sentido de respostas. Audiência Pública não adianta, reuniões não adiantam e contato por telefone não adianta. Então a solução é instaurar uma comissão para investigar essas denúncias que há muitos anos vem acontecendo”, defendeu o vereador Márllon Maciel (PP).
Para a vereadora a Jana França (Podemos), a CPI também seria a única maneira de conseguir respostas.
“A gente liga, entra em contato, se desgasta pedindo respostas e nada acontece. Se com nós vereadores já fazem isso, imagina com a comunidade”, afirmou.
O presidente Claudiomiro Borges (PL) contribui com o debate ressaltando que as denúncias também devem ser encaminhadas para a AGERGS, a agência reguladora do serviço no Estado. 
“Temos que organizar uma comissão que reúna estas provas documentais nos locais onde elas acontecem. As multas da AGERGS são altíssimas, quem sabe assim, sentindo no bolso, alguma providência possa ser tomada”, concluiu.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.