Design-sem-nome-1

Milagre da vida: A incrível história de Pérola Medianeira

Um ditado diz que para Deus nada é impossível. E neste domingo, 3, o Coluna Ponto de Vista conta a incrível historia de superação da pequena Pérola Medianeira Barcelos Santiago que hoje completa 1 ano de vida.
Vida: a palavra que sua mãe Graciela Rodrigues Barcelos e seu pai Jerri Ademar de Bem Santiago - gabrielenses mas moradores de Santa Margarida do Sul - mais queriam ouvir quando nasceu a sua Pérola, com apenas 6 meses (24 semanas).
A menina logo que nasceu, teve hemorragia na cabeça e uma série de complicações que contaremos a seguir.

A DESCOBERTA DA GRAVIDEZ
Graciela conta que descobriu que estava grávida com 10 semanas. No outro dia, começou a sangrar muito e após fazer vários exames, foi definido pelo médico que ela ficaria de repouso, onde permaneceu por 2 meses e sangrando direito.
"A informação era que a placenta estava entrando para dentro do útero, que eu tinha que ver que a minha gestação era de risco e que tanto eu quanto a minha filha, corríamos risco de vida", conta.

O DRAMA
Ao consultar outro médico, ela foi informada que precisava segurar até 28 semanas para não perder o bebê. Com 21 semanas, porém, Graciela começou a sangrar direto, muitos coágulos e começou a ficar ruim e a ficar permanentemente no hospital.
Com 23 semanas, a bolsa estourou, onde após fazer o ultrassom foi informada que tinha perdido a metade do líquido e estava com a hemoglobina em quatro. A partir daí, ela foi encaminhada com urgência para a cidade de Santa Maria, onde começou a correria de achar UTI para mãe e filha.
Ao chegar na cidade universitária, Graciela teve que fazer quatro bolsas de sangue.
"O médico não dava esperança nem para mim e nem para ela. Eu ganhei ela com 24 semanas. A placenta aderiu ao útero, aos ovários, tudo estava expandindo para bexiga e intestino. Quando estava colocando a última bolsa de sangue, descolou a placenta totalmente. Fui direto para fazer a cesária", conta.

O NASCIMENTO DE PÉROLA

Pérola Medianeira Barcelos Santiago nasceu em 3 de outubro de 2020, às 14h30min, com 715 gramas.
Segundo a mãe, a menina era tão magrinha que parecia que não tinha pele.
Pérola logo que nasceu, teve hemorragia na cabeça, engoliou sangue no parto e precisou ser entubada, onde ficou 2 meses.
A menina teve várias infecções, anemia e precisou fazer várias transfusões de sangue.








"Ela curava as infecções e cinco dias depois, apareciam outras. Com dois meses, ela tinha um um pouco mais de 1 kg. Foi decidido então, fechar o canal do coração para ajudar ela porque caía a saturação. A saturação chegava a 2 e ela tinha apneia e ficava preta", conta.
Após ficar dois meses e sete dias dentro da incubadora, ela operou o coração para fechar o canal. Sete dias após, foi a vez de operar os olhos por causa da retinopatia, pois estava com risco de descolar a retina.

A VITÓRIA DE PÉROLA


Após seis infecções, duas generalizadas e cinco transfusões de sangue, enfim, Pérola se recuperou e começou a ganhar peso.
"A gente via, no hospital, crianças com mais peso que ela morrerem. Eu vi minha filha morrer e voltar várias vezes. Ela é guerreira e é uma vitoriosa", frisa emocionada Graciela que conta ainda que permaneceu quatro meses com a filha em Santa Maria, onde ficou numa casa de apoio
Neste domingo, o Coluna Ponto de Vista deseja um Feliz Aniversário a esta guerreira e traz para vocês as fotos realizadas no dia de ontem e que simbolizam a vitória de Pérola Medianeira.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.